Dessa vez, sim! Vimos os frutos do esforço conjunto da união de forças com a ARSEJUR, quando foram acolhidas e acrescentadas ao texto várias sugestões por nós ofertadas, dando-se ênfase aos cargos de escrivão, contador e distribuidor, que vêem contemplados, ao menos em boa parte, as suas reivindicações. Diversos outros segmentos da categoria, como os Oficiais de Justiça, Oficiais de Transportes e Seguranças, também tiveram, em maior ou menor grau, seus pleitos atendidos, tudo em conformidade com o atual contexto.Abriu a reunião o Presidente Voltaire de Lima Moraes, que a reafirmou seu compromisso de entregar um PCS, se não como desejamos em sua totalidade, ao menos aceitável, em face do sombrio panorama político e econômico que assola o país.

O presidente da ACEDIJUS RS, Jardel Fabiam Pens, teceu agradecimentos a todos, especialmente ao presidente da Comissão, , bem como saudou a Magistrada Cristiano Hope e demais partícipes da Comissão pelo magnífico trabalho, revelando-se satisfeito com o resultado do trabalho conjunto com a Arsejur Arsejur.Também agradeceu ao Dr. Eduardo Vitória Dornelles pela valiosa contribuição.

Em sua fala, Marco Aurelio Ricciardi Weber, presidente da ARSEJUR e 2º Vice-presidente da nossa entidade, parabenizou a Comissão, na pessoa de seu presidente, pelo bem conduzido trabalho, no qual, acima de tudo, esteve presente o diálogo, bem como relembrou que desde o início esperava pela “espinha dorsal” bem construída para um aprimoramento profícuo nos próximos anos. Citou a parceria de sucesso com a ACEDIJUS RS, a qual enalteceu direção e procurador jurídico, Dr. Eduardo Vitória Dornelles.Agradeceu, também, a valiosa contribuição dos advogados Guilherme Lunelli Damian, Marlene Lunelli e Bibiana Kieling, por sua dedicação, eficiência e altruísmo.Na próxima semana, depois de examinarem o novo texto apresentado, as entidades estarão reunidas com a Comissão para um derradeiro encontro, quando então a nova minuta seguirá para seus trâmites legais.

Faça um comentário: